Encontro das águas: Rio Negro e rio Solimões.

Olá pessoal,

Encontro das águas é um fenômeno natural que acontece com a junção do Rio Negro, de água preta, e Solimões, de água barrenta. Onde as águas dos rios correm lado a lado sem se misturar por uma extensão de mais de 6 km, antes de se tornarem um só; o rio Amazonas. É talvez a maior referência de patrimônio imaterial e um dos principais pontos turísticos da cidade de Manaus.

O rio Negro, com grande quantidade de matéria orgânica, nasce na Colômbia , ele desce pelo Norte do Amazonas. O Rio Solimões nasce no Peru, esse tem o aspecto barroso devido a uma carga de sedimentos vindos da erosão de solos de origem vulcânica. Atravessa a fronteira do Brasil até à cidade de Manaus e continua sua jornada já com o nome de rio Amazonas, até desembocar no oceano Atlântico.

Por que as águas negra e barrenta não se não se misturam? É devido a diferença da composição química, a temperatura e à velocidade de suas correntezas: O rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 22°C, enquanto que o Rio Solimões corre de 4 a 8 km/h a uma temperatura de 28°C. Cada um com suas diferenças, que vai desde a temperatura a reprodução de algumas espécies animais, vegetais, só de plantas aquáticas são mais de 400 tipos e diferentes microrganismo.

Explicação para o encontro das águas tem várias uma delas é o amor de um casal que tiveram como destino, a morte:

“Jasmim, a índia morena de cabelos negros levava uma vida tranquila, até que o filho do deus vento a encantou. O pai do apaixonado zangado, parou o vento. A tristeza tomou conta do lugar. Para ter a alegria restabelecida na aldeia, a tribo sacrificou a jovem índia jogando-a no rio. Para salvá-la, o jovem apaixonado atirou-se nas águas, mas os dois morreram afogados. Enlouquecido com a cena da morte, o deus vento separou as águas do rio em duas cores, e assim, surgiu o encontro das águas”.  Verdade ou não, o encontro das águas é um verdadeiro espectáculo.

Crédito do vídeo na tela

Tudo de bom para você, até mais! 😀

Anúncios

25 comentários sobre “Encontro das águas: Rio Negro e rio Solimões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s